Cordofones

Cordofone dedilhado

José Merceano Silveira (1900-1970)
Portugal, Madeira - Funchal, fl. 1920 / 1970

Etiqueta impressa: JOSÉ MERCEANO DA SILVEIRA / Fabricante de Violas, Guitarras, / Bandolins, Cavacos, etc / Concerta toda a qualidade de/ instrumentos de corda. / Discipulo da antiga casa Manoel Pereira, de Lisboa / R. das Difficuldades 11. FUNCHAL

Materiais: andiroba (mogno do Brasil), pau santo, til, perado, amarelo cetim, osso e ponto em T

Proprietário: Colecção AMCX

Descrição:
C= 510 mm c = 237 mm
a = 44 mm a2 = 41 mm
Ø = 45 mm
b (incluíndo cabeça) = 275 mm escala = 216 mm pestana = 36 mm
L = l1= 161 mm l2 = 125 mm l3 = 99 mm
lb= 40 mm l2 = 35 mm
t = 328 mm

Quatro cordas simples, afinadas sobre o acorde de Sol M, do agudo para ao grave: Ré4, Si3 , Sol3 , Ré3

Caixa harmónica em forma de oito em pau santo com ilhargas relativamente baixas. Tampo superior harmónico em perado, ornamentado com filetes simples em til e amarelo cetim, embutidos junto ao rebordo do tampo superior harmónico. No contorno da boca, embutido de fábrica mais complexo, composição em espinha circunscrita no interior e exterior por três filetes circulares concêntricos simples. Braço e cabeça em andiroba com espelho em pau santo. Escala em ressalto sobre o tampo harmónico com dezassete trastos em latão construída em madeira de til.

Cordofone dedilhado

Portugal, Madeira - Funchal, c. segunda metade do séc. XIX

Materiais: andiroba (mogno do Brasil), spruce, pau santo, vinhático, til e latão

Proprietário: Colecção AMCX

Proveniência: músico Maurílio Teixeira

Descrição:
C= 508mm; c = 223mm
a = 36mm; a2 = 34mm
Ø = 38mm
b (incluíndo cabeça) = 285mm; escala = 165mm; pestana = 34mm
L = l1= 128mm; l2 = 102mm; l3 = 78mm
lb= 35mm; l2 = 32mm
t = 332mm
trastos 12

Quatro cordas simples, afinadas sobre o acorde de sol M, do agudo para ao grave: Ré4, Si3, Sol3, Ré3.

Caixa harmónica possui ilhargas e fundo em vinhático com ilhargas relativamente baixas. Tampo harmónico em spruce ornamentado no contorno da boca com quatro filetes finos embutidos em radiais concêntricos. Cercadura a reforçar o rebordo do tampo superior harmónico. Decoração em forma de losangos em til, com cerca de 18 mm, colocados um a um, em cada extremidade do cavalete, sendo este, do mesmo material. Cabeça com cravelhame em madeira de til em forma semelhante à da caixa harmónica.

Cordofone dedilhado

Portugal, Madeira - Funchal, século XIX

Materiais: pau santo, vinhático, til, pinho branco americano, perado, osso e latão

Proveniência: colecção particular

Descrição:
C= 538mm; c = 251mm
a = 45mm; a2 = 41mm
Ø = 41mm
b (incluíndo cabeça) = 287 mm; escala = 222mm; pestana = 35mm
L = l1= 147mm ; l2 = 113mm; l3 = 82mm
lb= 38mm; l2 = 35mm
t = 357mm
trastos 17

Quatro cordas simples, afinadas sobre o acorde de Sol M, do agudo para ao grave: Ré4, Si3, Sol3, Ré3.

Caixa harmónica com fundo e ilhargas em pau santo e tampo em pinho branco ornamentado com embutidos no rebordo do tampo superior harmónico: 2 filetes em madeira de Til intercalados por um filete em Perado e ainda no contorno da boca com um filete mais grosso em Pau santo, limitado no interior e exterior por dois filetes mais finos de Til e Perado. Botão em osso na ilharga para colocação do instrumento em bandoleira. O encordoamento é fixo na ilharga por meio de estandarte. Braço e cabeça em vinhático assemelhando-se a cabeça à forma de uma voluta vista de perfil com inclinação para a direita. Cravelhame em madeira de til com embutidos em ponto de osso.

Cordofone dedilhado

Octaviano João Nunes (1812-1874)
Portugal, Madeira – Funchal, fl. século XIX

Etiqueta impressa: Octavianno João Nunes / Artista de Violas Francezas, / Guitarras, Rabecas, Rabeccões /e Machetes. / Rua S. Paulo N.o 35 A / MADEIRA

Materiais: til, vinhático, pinho, pau santo, latão, madrepérola e osso

Proveniência: Colecção do Museu Quinta das Cruzes

Descrição:
C = 920mm; c = 475mm
a = 114mm a2 = 63mm
abertura acústica = 115mm x 43mm (formato ovalado)
b (incluindo cabeça) = 470mm cabeça = 164mm escala = 430mm pestana = 53mm
L= l2 = 312mm l3 = 240mm
lb = 53mm l2 = 45mm

Seis cordas simples de aço, afinadas do agudo para o grave: Mi3, Si3, Sol2, Ré2, Lá1, Mi1.

A caixa harmónica possui um formato particular onde as curvas sinuosas da tradicional caixa em forma de oito são substituídas por linhas mais direitas e geométricas, reduzindo quase totalmente o enfranque no lado esquerdo da caixa harmónica. Para além desta particularidade, também no tampo superior harmónico em spruce, a abertura acústica possui um formato ovalado ao invés do normal formato circular. O Cavalete com botões de madeira e incrustações em madrepérola tem terminação em ponta rematada por um motivo floral. O rebordo do tampo superior harmónico e do fundo com cercadura embutida num tipo madeira de cor diferente. Junto ao rebordo do tampo superior, um filete ornamental em pau-santo simples e fino, embutido. O contorno da boca encontra-se também ornamentado com motivos fitomórficos embutidos em pau-santo e cercado por um filete simples semelhante ao do contorno do tampo também em pau-santo. A zona inferior do tampo superior harmónico é ornamentada com embutidos do mesmo tipo de madeira, numa composição em pirâmide com cerca de 154 mm de largura e 117mm de alto, onde estão representadas, na base, duas figuras zoomórficas (serpentes) encimadas por motivos florais. Fundo em vinhático com a parte superior disposta em declive, atingindo a menor altura junto ao braço. Devido ao formato invulgar da caixa harmónica, a madeira de vinhático das ilhargas é dividida em cinco segmentos, unidos e rematados por rebordo reforçado de outro tipo de madeira. Braço em madeira de vinhático com escala de til em ressalto sobre o tampo harmónico; dezoito trastos. Cabeça também em vinhático formando uma peça única com o braço. Forma de voluta vista de perfil plana, não trabalhada, com inclinação à esquerda. Cravelhas com incrustações em madrepérola na base da extremidade que encaixa no cravelhal e embutido em ponto de osso na extremidade oposta.

Cordofone dedilhado

Atribuído a Octaviano João Nunes (1812-1874)
Portugal, Madeira - Funchal, século XIX

Materiais: cedro da terra (cor vermelha), spruce, castanho, til, pau-santo, buxo, pau rosa, latão

Proprietário: Colecção particular de Artur Andrade

Descrição:
C = 650mm; c = 307mm
a = 72mm a2 = 57mm
Ǿ = 57mm
b (incluindo cabeça)= 350mm cabeça = 134mm escala = 214mm
pestana = 42mm
L= l1 = 192mm l2 = 159mm l3 = 116mm
Lb = 53mm l2 = 45mm
t = 428mm

Cinco cordas simples. Tipo de afinação reentrante (a 3.ª corda é mais grave): Ré3, Sol3, Dó3, Mi3, Lá3.

Caixa harmónica em forma de oito com rebordo contornado por cercadura embutida. Cavalete em til preto, trabalhado nas extremidades. Tampo harmónico em spruce com ornamentos fitomórficos em til, buxo e pau-rosa, embutidos na base. Fundo e ilhargas em cedro da terra, vermelho. Boca circular com moldura de filetes concêntricos finos, seguidos de uma espécie de roseta composta de vários triângulos obtidos pela conjugação de dois tipos de madeira, pau-rosa e til preto de tons diferentes, e novamente, dois filetes concêntricos finos. Braço de madeira de castanho e escala rasa com doze trastos em latão. Pestana em til preto. Cabeça com cravelhame de madeira, morfologicamente semelhante ao oito da caixa harmónica, menos acentuada; cinco cravelhas dorsais em pau-santo; espelho da cabeça em madeira de til. Botão em osso na extremidade da cabeça para prender cordão e colocar o instrumento, em bandoleira.

Cordofone dedilhado

Portugal, Madeira - Funchal

Materiais: pinho mole, buxo, latão e osso

Proveniência: Beatriz Catarina Fernandes

Proprietário: Carlos Sílvio Fernandes

Descrição:
C = 700mm; c = 435mm
b (incluindo cabeça) = 280mm cabeça = 137mm escala = 240mm
cavalete = 110mm
L= 210mm
lb = 45mm
t = 434mm
trastos 12

Cinco cordas simples com afinação reentrante (a 3.ª corda é mais grave): Ré 3, Sol 3, Dó 3, Mi 3, Lá 3

Caixa harmónica em forma de peixe entalhada a partir de uma peça única em pinho mole. Detalhes das escamas, rabo e cabeça do peixe conseguidos por meio incisões e entalhe sobre a madeira da caixa harmónica. Barbatanas em relevo na zona das ilhargas. Cavalete em forma de peixe com 5 botões em osso e pestana em latão. Abertura da boca em forma de coração . Cabeça, braço e escala também em pinho mole. Escala em ressalto sobre o tampo harmónico dividida por meio de 12 trastos de latão. Pestana do braço em osso e cabeça em formato sinuoso com cravelhame para 5 cordas em madeira de buxo.

Cordofone dedilhado

José Gomes Henriques

Etiqueta impressa: José Gomes Henriques / Fabricante de instrumento de cordas / Travessa das Capuchinhas, 37 Funchal / Madeira, princípio da década de 80 do século XX

Materiais: perado, til, pinho, mogno, latão e aço

Proprietário: Colecção AMCX

Descrição:
C = 850mm c = 422mm
a = 82mm a2 = 78mm
Ǿ = 65mm
b (incluindo cabeça)= 430mm cabeça = 217mm escala (em ressalto sobre o tampo harmónico) = 350mm pestana = 40mm
L= l1 = 205mm l2 = 281mm l3 = 161mm
lb = 46mm l2 = 40mm
t = 465mm

Nove cordas (4 pares e uma simples – a 2.ª). Encordoamento em aço (1ª, 2ª 4ª e 5ª) e latão (3ª). Afinação sobre o acorde de Sol M, do agudo para ao grave: Ré3 uníssono; Si2 simples; Sol2 uníssono; Ré2 e Sol1 intervalo de oitava

Caixa harmónica em forma de oito com fundo e ilhargas em til. Tampo superior harmónico em pinho branco ornamentado com filete embutido perado e til no seu contorno junto ao rebordo, fazendo uso de dois tipos de madeiras em tons contrastados. O mesmo tipo de filete é usado na decoração do contorno da boca desta vez em radial, acompanhado por outros filetes simples que fazem uso dos mesmos tipos de madeira e que se alternam entre si formando outros radiais concêntricos com o primeiro. Na zona inferior do tampo harmónico, embutido decorativo em til com cerca de 110 mm de largura e 20 mm de altura. Possui um cavalete móvel e outro fixo em til onde são presas as cordas (algumas duas a duas) por meio de 6 botões em latão. O fundo da caixa harmónica é ligeiramente abaulado. Possui um braço relativamente curto em tola e tacão em mogno, estando a escala de madeira de til em ressalto sobre o tampo harmónico com dezassete trastos em ponto t. Cabeça com 10 cravelhas mecânicas.

Cordofone friccionado

Manuel Freitas Moniz (1950)
Portugal, Madeira - Machico, fl. anos 50 do século XX

Materiais: mogno, urze, til, nogueira, pinho da terra, ébano, mogno e cerdas de cavalo

Proprietário: Colecção AMCX

Descrição:
C= 580mm; c = 358mm
a = 39mm; a2 = 34mm
b (incluíndo cabeça) = 225mm cabeça = 100mm escala = 278mm pestana = 24mm
L = l1= 164mm l2 = 207mm l3 = 115mm
lb= 22mm l2 = 34mm
t = 375mm
C (arco) = 720mm

Quatro cordas de aço afinadas por quintas do agudo para o grave: Mi, Lá, Ré, Sol.

Caixa harmónica em nogueira e pinho da terra com reentrâncias em forma de “C” de cada um dos lados das ilhargas. Tampos harmónicos ligeiramente abaulados e aberturas sonoras em forma de “f”. Cavalete e estandarte não artesanais. Cavalete de fabrico alemão e estandarte em madeira de ébano preso por meio de um botão à ilharga. Filete simples em mogno embutido junto ao rebordo do tampo superior harmónico. Braço curto, construído em madeira de mogno. Escala lisa em til, cabeça em mogno em forma de voluta com espiral para a frente e quatro cravelhas em madeira de urze. Instrumento de construção artesanal.

Cordofone de teclas

Collard & Collard

Inscrições: Collard & Collard / London, nº de série 2885
Inglaterra, Londres, post. 1820

Materiais: madeira, marfim, cordas

Proveniência: Professora de piano Serafina Reis

Proprietário: Colecção AMCX

Descrição:
C = 129cm
L = 89cm
A = 118,5cm
c (tecla natural) = 14,5cm
t = 113cm

2 pedais, estrutura em madeira, cravelhas em madeira, martelos com abafadores em feltro e pele.

Cordofone palhetado

José Merceano Silveira - “José Guitarrista” (1900-1970)
Portugal, Madeira - Funchal, (fl. anos 30 do século XX)

Etiqueta impressa: José Merceano da Silveira / Fabricante de Violas, Guitarras, Bandolins, Cavacos, etc. / Concerta / toda a qua- / lidade de / instrumentos / de corda/ Discípulo da Antiga casa de Manuel Pereira, Lisboa / Rua do Comercio, 234 / Largo do Torreão

Colecção particular: Alcinda Romão Nóbrega (filha do músico já falecido João Gomes Romão, executante Tuna de Bandolins da Juventude Católica de São Martinho)

Descrição:
C = 575mm; c = 273mm
a = 63mm a2 = 57mm
Ø = 62mm
b (incluindo cabeça) = 290mm cabeça = 190mm escala (em ressalto sobre o tampo harmónico) = 184mm pestana = 28mm
L = 209mm
lb = 35mm l2 = 28mm
t = 282mm

Quatro ordens de cordas duplas: La4, Ré4, Sol3, Dó3.

Caixa harmónica periforme com filete decorativo embutido no rebordo do tampo superior harmónico, de linha tripla e, no contorno da boca radiais concêntricos. Cordas fixadas na ilharga por estandarte. Braço com dezanove trastos. Cabeça em forma de lágrima com chaves em carrilhão de leque.
Pertenceu ao senhor João Gomes Romão pai da actual proprietária e antigo executante do Grupo de amadores de música Juventude Católica de São Martinho.

Cordofone palhetado

França, Saint-Martin-Paris, 1913
Ateliers de Lutherie du Journal L’ Estudiantina, sob direcção técnica de Mário Maciocchi

Etiqueta: ATELIERS de LUTHERIE / DU JOURNAL / L’ESTUDIANTINA / Sous la Direction Technique / de Mário Maciocchi / 14, Faubg Saint-Martin – PARIS / SPÉCIALITÉ DE / MANDOLINES - MANDO[LA]S – GUITARES / MANDOLONCELLES / Cordes et Accessoires / ÉCHANGE – RÉPARATIONS

Etiqueta do restaurador: VIOLINO INSTRUMENTOS MUSICAIS, LDA. / VENDA E REPARAÇÃO DE INSTRUMENTOS DE SOPRO E CORDA / Calçada do Sacramento, 48 . 1300-394 LISBOA / Tel.: 213 469 355 . Tel./ Fax: 213 426 211

Manuscrito: Restaurada Ano 2010 / por Acácio Rodrigues

Gravações no tampo superior e na cabeça: Estudiantina

Materiais: acer, spruce, pau santo, buxo, osso, celulose e latão

Proveniência: Colecção Centro Cívico e Cultural da Ribeira Seca

Descrição:
C = 783mm; c = 382mm
a = 78mm a2 = 68mm
Ø = 89mm
b (incluindo cabeça) = 365mm cabeça = 165mm escala (em ressalto sobre o tampo harmónico) = 280mm pestana = 32mm
L = 289mm
lb = 41mm l2 = 32mm
t = 441mm

Quatro ordens de cordas duplas afinadas em uníssono do agudo para o grave: Mi3, Lá2, Ré2, Sol1 (igual ao bandolim, porém, uma oitava abaixo).

Caixa harmónica periforme em madeira de ácer com cercadura embutida nos rebordos do fundo e tampo superior em celulose; três filetes simples finos de tom escuro intercalados por dois filetes mais largos de tom claro. O contorno da boca encontra-se ornamentado com filetes concêntricos em celulose: dois filetes finos de cor escura intercalados por outros dois filetes mais largos de cor mais clara. Cordas presas na ilharga por meio de um atadilho em latão. Braço e cabeça em ácer com escala em ressalto sobre o tampo harmónico, dividida por meio de dezoito trastos em latão. Cabeça com curvatura para a frente estreitando na ponta e terminando em forma de quadrado. Este último de um tipo de madeira diferente, talvez pau santo, com filete embutido no contorno. Sistema de chaves mecânicas em metal e pegas em madeira. Pertenceu ao músico Carlos Gouveia do grupo “Septeto Passos de Freitas”.

Cordofone palhetado

Alemanha, Markneukirchen, post. 1926

Gravação junto à campânula: Gebruder Monnig / Markneukirchen

Numeração do instrumento: 30691

Materiais: metal

Proprietário: Colecção particular Carlos Jorge

Descrição:
C = 495mm
c = 423mm
Ø1 = 20mm
Ø2 = 61mm

Sistema: 23 chaves

Instrumento de palheta com corpo cilíndrico. Constituído por uma peça única em metal, que termina em campânula. Possui 23 orifícios e 22 chaves, sendo 6 delas abertas (nas notas naturais). Apenas um dos orifícios não possui chave.

Cordofone dedilhado

Portugal, Madeira - Funchal, c. início do século XX

Etiqueta impressa com data manuscrita: CONSERTO / FRANCISCO (CAMBÉ) / TRAVESSA DOS REIS, 9 / FUNCHAL / DATA 2000/05/20

Materiais: andiroba (mogno do Brasil) spruce, pau santo, perado, nogueira e til, osso, latão

Proprietário: Colecção AMCX

Descrição:
C = 50cm; c = 230cm
a = 49mm a2 = 43mm
Ø = 42mm
b (incluindo cabeça) = 273mm cabeça = 98mm escala (em ressalto sobre o tampo harmónico) = 214mm pestana = 30mm
L = l1 = 146mm l2 = 113mm l3 = 83mm
lb = 38mm l2 = 30mm
t = 334mm

Quatro cordas simples, afinadas sobre o acorde de Sol M, do agudo para o grave: Ré4, Si3, Sol3, Ré3.

Caixa harmónica em forma de oito com fundo e ilhargas em madeira de pau-santo. Tampo superior em spruce, com rebordo reforçado por uma cercadura embutida. O tampo superior é ainda ornamentado por filetes embutidos junto à boca com sete radiais concêntricos de diferentes espessuras fazendo uso de 3 tipos de madeiras, perado, nogueira e til e na zona inferior do tampo superior em til. Cavalete em til terminando em ponta ligeiramente retorcida e decorado com motivos florais nas extremidades. A pestana do cavalete é em osso. Cabeça e braço em andiroba com cravelhame em madeira de til à semelhança do espelho. Forma semelhante à da caixa harmónica, porém menos acentuada. A pestana e a escala são em madeira de til a escala entra em ressalto sobre o tampo harmónico, estando dividida por meio de dezassete trastos de latão. Na extremidade da cabeça e na ilharga encontram-se botões em osso a fim de possibilitar a colocação do instrumento em bandoleira.
Instrumento restaurado pelo construtor francisco cambé a 20-05-2000.

Cordofone dedilhado

Matheus Januário da Silva (1812-1874)
Portugal, Madeira - Funchal, fl. entre 1898-1919

Etiqueta do construtor: LOJA DE INSTRUMENTOS DE CORDA / E SEUS ACESSORIOS, QUINQUILHERIAS, ETC / DE / FRANCISCO GABRIEL CORRÊA / 43 – RUA DOS TANOEIROS – 45 / Tem oficina onde se fabricam toda a / qualidade de instrumentos de corda, ga- / rantindo a sua perfeição e solidez a cargo / do artista Matheus Januário da Silva, / ex-official da 1ª fábrica de Lisboa. / Recebe quaesquer encommendas / ou mesmo concertos por preços conven- / cionados, o que executa com rapidez. / FUNCHAL

Materiais: pau santo, spruce, mogno, til, buxo

Colecção particular: Mª Teresa Freitas, Mª Rosana Freitas e João Pedro Freitas

Descrição:
C= 505mm; c = 234mm
a = 50mm; a2 = 45mm
Ø = 43mm
b (incluíndo cabeça) = 275mm; escala = 206mm; pestana = 34mm
L = l1= 141mm ; l2 = 110mm; l3 = 88mm
lb= 40mm; l2 = 34mm
t = 335mm
trastos 17

Quatro cordas simples, afinadas sobre o acorde de Sol M, do agudo para ao grave: Ré4, Si3, Sol3, Ré3.

Caixa harmónica em pau santo e tampo em spruce ornamentada com filetes de dois tipos de madeiras (buxo e til) embutidos no contorno da boca em radiais concêntricos de diferentes espessuras e com filete único embutido no rebordo do tampo superior harmónico composto por dois tipos de madeira que se alternam entre si. Zona inferior do tampo superior harmónico com embutido, sendo o principal ornamento encimado por uma espécie de folha. O cavalete em til trabalhado sobretudo nas extremidades com motivos florais. Cabeça com cravelhame em madeira e morfologia semelhante à da caixa harmónica, porém menos proeminente.

Cordofone dedilhado

João A. Nunes “Diabinho” (1850 -1927)
Portugal, Madeira - Funchal, Outubro de 1873

Etiqueta manuscrita: Outubro, 1873 / J.A. Diabinho / Funchal

Materiais: pau-santo, ébano, vinhático, spruce, buxo, osso, madrepérola e latão

Proprietário: Mª Helena Vilhena de Mendonça Rodrigues de Correia, descendente do construtor

Descrição:
C = 980mm; c = 463mm
a = 97mm a2 = 85mm
Ǿ = 80mm
b (incluindo cabeça) = 496mm cabeça = 175mm escala = 315mm até início da caixa pestana = 43mm
L= l1 = 302mm l2 = 241mm l3 = 197mm
lb = 55mm l2 = 43mm
t = 630mm

Seis cordas simples de aço, afinadas do agudo para o grave: Mi3, Si3, Sol2, Ré2, Lá1, Mi1.

Caixa harmónica de madeira de vinhático em forma de oito com cercaduras embutidas no rebordo do fundo e do tampo harmónico (em spruce). Filete simples e fino embutido junto ao rebordo do tampo superior harmónico, contornando todo o tampo. Abertura da boca circular com acabamento abaulado ornamentada com filetes concêntricos embutidos no contorno da abertura, fazendo uso de dois tipos de madeira: um filete mais grosso em pau-santo, ladeado por três finos filetes de cada lado em pau-santo e buxo. Cavalete em ébano com botões em madeira e embutidos em madre pérola. Na mesma direcção dos botões, junto ao cavalete, o tampo superior harmónico possui seis orifícios quadrangulares. Filete largo em pau-santo no embutido ilharga perpendicular aos tampos da caixa harmónica. Braço com escala em ébano em ressalto sobre o tampo harmónico com dezassete trastos em latão. Cabeça com espelho e cravelhame em madeira de pau-santo. o último possui ainda embutidos em ponto de osso. Botões em osso na cabeça e na base da ilharga com função de colocar o instrumento em bandoleira.
Trata-se de um dos dois únicos instrumentos conhecidos do construtor “Diabinho”.

Cordofone dedilhado

Agostinho Menezes (1897 – 1987)
Portugal, Madeira - Funchal, fl. 1920 / 1970

Etiqueta impressa: GUITARRARIA SANTA MARIA / Agostinho de Freitas Menezes / Fabricante de Violas, Guitarras, / Bandolins, Violas, Cavacos, etc. / Conserta-se toda a qualidade de / instrumentos / Rua de Santa Maria, 247 / FUNCHAL - MADEIRA

Materiais: spruce, til, cedro, plátano, osso e latão

Proprietário: Colecção AMCX

Descrição:
C= 510mm c = 242mm
a = 58mm a2 = 52mm
Ø = 50mm
b (incluíndo cabeça) = 265mm escala = 210mm pestana = 30mm
L = l1= 161mm l2 = 128mm l3 = 100mm
lb= 35mm l2 = 30mm
t = 328mm

Quatro cordas simples, afinadas sobre o acorde de Sol M, do agudo para ao grave: Ré4, Si3, Sol3, Ré3

CCaixa harmónica em forma de oito em plátano. Tampo superior harmónico em spruce, ornamentado com filete fino, simples em til, embutidos junto ao rebordo do tampo superior harmónico. No contorno da boca, três filetes concêntricos também finos e simples em madeira de til. Braço e cabeça em cedro. Escala em ressalto sobre o tampo harmónico com dezassete trastos em latão construída em madeira de til. Cavalete em til com pestana em osso, à semelhança da pestana do braço.

Cordofone dedilhado

João Augusto Nunes “ o Diabinho” (1850-1927)
Portugal, Madeira - Funchal, 1901

Etiqueta manuscrita: J. A. Diabinho / 1901

Materiais: vinhático, ébano, pau-santo, spruce, osso, latão

Proprietário: Margarida Mendonça Gomes – bisneta do construtor

Descrição:
C = 650mm; c = 310mm
a = 65mm a2 = 58mm
Ǿ = 60mm
b (incluindo cabeça) = 350mm cabeça = 136mm escala = 270mm pestana e cavalete = 62mm escala = 270mm
L= l1 = 191mm l2 = 156mm l3 = 115mm
lb = 46mm l2 = 42mm
t = 430mm

Cinco cordas simples com afinação reentrante (a 3.ª corda é mais grave): Ré3, Sol3, Dó3, Mi3, Lá3

Caixa harmónica em pau santo e tampo em spruce, com cercadura embutida nos rebordos do fundo e do tampo superior onde é também contornada por dois filetes embutidos de dimensões diferentes em madeira de tom escuro contrastando com a madeira de tonalidade clara. Filete embutido semelhante ao do rebordo do tampo harmónico, no contorno da boca com três filetes concêntricos; um filete mais largo torneado no interior, e outro mais fino no exterior. Abertura da boca em forma circular. Cavalete fixo, em osso, ladeado por relevos que terminam em ponta. Fundo e ilhargas em pau-santo. Cabeça em forma de oito em madeira de vinhático e espelho em pau santo. O cravelhame em madeira de ébano, encaixa em cravilhas de pau-santo. Braço em vinhático entremeado por filete embutido em ébano. A escala (também em madeira de ébano) está em ressalto sobre o tampo harmónico e está dividida com dezassete trastos em latão. A pestana é do mesmo tipo de madeira que a escala. Na extremidade da cabeça e na ilharga, botões em osso destinados a cordão de suporte do instrumento, em bandoleira.
Trata-se de um dos dois únicos instrumentos que se conhecem deste construtor.

Cordofone dedilhado

Matheus Januário da Silva (1878-1919)
Portugal, Madeira - Funchal, primeiro quartel do século XX

Etiqueta impressa: EXECUTADO / POR / MATHEUS JANUARIO DA SILVA / Rua dos Tanoeiros no 38 / FUNCHAL

Materiais: spruce, mogno, vinhático, til, urze, pó de til, wengue

Proprietário: Grupo de Folclore Etnográfico da Boa Nova

Descrição:
C = 860mm; c = 412mm
a = 71mm a2 = 59mm
Ǿ = 68mm
b = 487mm cabeça 218mm escala = 235mm pestana cavalete fixo sem ornamentação = 104mm com ornamentação = 180mm
L = l1 = 245mm l2 = 183mm l3 = 122mm
t = 520mm

Nove cordas (4 pares e uma simples – a 2.ª); afinação sobre o acorde de Sol M, do agudo para ao grave: Ré3 uníssono; Si2 simples; Sol2 uníssono; Ré2 e Sol1 intervalo de oitava

Caixa harmónica em forma de oito, contornada por uma cercadura embutida no rebordo do tampo superior. Tampo harmónico em spruce. Fundo e ilhargas em mogno. O cavalete incrustado, em wengue, com botões metálicos, é alongado nas extremidades e tem a forma de dois bigodes retorcidos. Em paralelo com o cavalete, uma pestana móvel ou contra-cavalete onde se apoiam as cordas. O contorno da boca com embutidos em pó de til, forma uma espécie de rosa-dos-ventos composta por vários filetes (cerca de 5) finos e concêntricos e pequenos triângulos (oito) que formam os pontos cardeais. Braço em vinhático; catorze trastos e pestana móvel. Cabeça com terminação arredondada, possuindo dez cravelhas em madeira de urze. As madeiras da escala e do cavalete não são originais, seriam, provavelmente, no seu estado original em madeira de til. Os trastos da escala e os botões do cavalete terão sofrido restauro.

Cordofone dedilhado

Último quartel do século XIX

Etiqueta impressa: GUITARRARIA VIEIRA / Rua 31 de Janeiro, [180] – FUNCHAL / Concerto Nº

Materiais: til, spruce, mogno, vinhático, buxo, latão

Proveniência: Colecção particular de Mª Teresa Jesus Freitas e irmãos

Descrição:
C = 928mm; c = 448mm
a = 88mm a2 = 79mm
Ǿ = 68mm
b (incluindo cabeça) = 470mm cabeça = 160mm escala = 397mm pestana = 47mm
L= l1 = 292mm l2 = 220mm l3 = 165mm
lb = 54mm l2 = 47mm
t = 640mm

6 cordas simples de aço, afinadas do agudo para o grave: Mi3, Si3, Sol2, Ré2, Lá1, Mi1.

Caixa harmónica em mogno e spruce no tampo superior. Proporções reduzidas comparativamente aos modelos mais actuais e enfranque acentuado. Embutidos no contorno da boca utilizando massa de vinhatico e til de diferentes espessuras, formando um total de 6 filetes concêntricos dois mais largos e quatro mais finos. Cavalete fixo com botões de madeira de til e pestana de osso embutidos, terminações nas extremidades em forma de bigode retorcido. Braço em vinhático com escala de til em ressalto sobre o tampo harmónico, dividida por dezassete trastos em latão. Cabeça em til com cravellhame para seis cordas em madeira de til.
Esta viola terá sido oferecida ao Padre José Marcelino (tio já falecido dos actuais proprietários) no ano de 1900 pelos seus paroquianos do Porto Santo aquando da sua saída daquela paróquia.

Cordofone dedilhado

José Henriques (1913 - ?)
Portugal, Madeira - Funchal, século XX

Materiais: plátano, pinho mole, til, coriam, mogno, madrepérola, ponto T

Proprietário: Colecção AMCX

Descrição:
C = 1183mm; c = 618mm
a = 104mm a2 = 93mm
Ǿ = 100mm
b (incluindo cabeça)= 573mm cabeça = 198mm escala = 495mm pestana = 60mm cavalete = 223mm
L= l1 = 462mm l2 = 368mm l3 = 320mm
Lb = 55mm l2 = 43mm
t = 756mm

Quatro cordas simples. Afinação (do agudo para o grave): Sol, Ré, Lá, Mi (afinação em quartas)

Caixa harmónica em forma de oito com rebordo contornado, no tampo superior por cercadura embutida e filete de fábrica trabalhado em dois tipos de madeira de tons contrastantes. Cavalete em til preto. Tampo harmónico em pinho mole com ornamentos. Fundo e ilhargas em plátano. Boca circular com moldura de filetes concêntricos semelhantes aos do rebordo. Braço de madeira de mogno e escala em til com dezassete trastos em latão e pontos em madrepérola. Pestana do braço e do cavalete em coriam. Cabeça com sistema de chaves mecânicas sobre o dorso; espelho da cabeça em madeira de til.
Cabeça com quatro cravelhas mecâncias em sistema de parafuso sem fim. Caixa harmónica com bojos largos, porém com ilhargas baixas. Rebordo dos tampos superior e inferior reforçados por uma cercadura embutida nos rebordos. Madeira do tampo superior harmónico com veios largos, ornamentada com filetes embutidos no contorno do rebordo: um filete em Vinhático, Til e Amarelo Cetim formando uma composição em espinha, rematado por dois outros filetes simples em madeira escura. O contorno da boca encontra-se também ornamentado por duas sequências ( a interior mais estreita que a exterior) de filetes concêntricos semelhantes aos que contornam o rebordo do tampo. Cavalete simples e sem grande preocupação estética de acabamentos, serve também de suporte através de uma ligação feita com uma peça metálica à espiga que se encontra na ilharga.

Cordofone de teclas

John Broadwood and Soons
Inglaterra, Londres, século XIX

Inscrições: John Broadwood and Sons / London

Proveniência: Colecção particular de Artur Andrade

Proprietário: Câmara Municipal do Funchal

Descrição:
C = 175 cm
L = 73,5 cm
A = 87 cm
t = 103 cm

Quatro cordas simples, afinadas sobre o acorde de sol M, do agudo para ao grave: Ré4, Si3, Sol3, Ré3

Sem informação

Cordofone palhetado

João Gomes
Portugal, Madeira - Funchal, fl. anos 30 do século XX

Etiqueta impressa: João Gomes / COM / Loja de instrumentos de corda/ e seus accessorios / Rua dos Tanoeiros nº38 / FUNCHAL / Nesta officina fabricam-se toda / A qualidade de instrumentos de / Corda garantindo-se a sua perfei- / çao e solidez. / Recebe qualquer encommenda / Ou mesmo concertos por preços / convencionaes

Materiais: spruce, plátano, til, cedro, perado, osso, latão e ponto em T

Proveniência: Colecção Centro Cívico e Cultural da Ribeira Seca

Descrição:
C = 612mm; c = 300mm
a = 65mm a2 = 52mm
Ø = 60mm
b (incluindo cabeça) = 300mm cabeça = 130mm escala (em ressalto sobre o tampo harmónico) = 233mm pestana = 30mm
L = 220mm
lb = 36mm l2 = 30mm
t = 356mm

Quatro ordens de cordas afinadas do agudo para o grave: Mi4, Lá3, Ré3, Sol2.

Caixa harmónica periforme com fundo e ilhargas em plátano, ornamentada no tampo superior em spruce com sete filetes simples de perado e til embutidos no contorno do tampo junto ao rebordo alternando-se entre si sendo os filetes das extremidades de espessura mais larga. O contorno da boca também se encontra ornamentado com cerca de nove filetes circulares e concêntricos semelhantes aos do contorno do tampo harmónico. As cordas são presas ao fundo da ilharga através de atadilho de oito botões em latão. Escala de til em ressalto sobre o tampo harmónico, dividida por dezoito trastos. Cabeça de cedro em forma de voluta com chaves em carrilhão de leque. Trata-se do único exemplar conhecido deste construtor.

Cordofone palhetado

França, Saint-Martin, Paris / primeiro quartel século XX
Ateliers de Lutherie du Journal L’ Estudiantina

Etiqueta de restauro: OFICINA / O.I.M. / OFICINA DE INSTRUMENTOS MUSICAIS 1F. 48201 / RUA DO […] AVILA, 17 – 2 9000 FUNCHAL APART.844 / CONSTRUTOR JOSÉ MARCELINO MENDES / José Marcelino Mendes

Etiqueta manuscrita: MM fez o restauro (possível) / em Lx.ª no mês de Agosto / Anno Domini 2010

Gravação no tampo superior e na cabeça: Estudiantina

Materiais: plátano, spruce, ébano, marfim, madrepérola, massa de madeira, ponto em T, latão e osso

Proveniência: Colecção Centro Cívico e Cultural da Ribeira Seca

Descrição:
C = 1037mm; c = 500mm
a = 88mm a2 = 80mm
Ø = 83mm
b (incluindo cabeça) = 560mm cabeça = 240mm escala (em ressalto sobre o tampo harmónico) = 450mm pestana = 38mm
L = 350mm
lb = 42mm l2 = 38mm
t = 630mm

Quatro ordens de cordas duplas afinadas em uníssono do agudo para o grave: La2, Ré2, Sol1, Dó1.

Caixa harmónica periforme com fundo e ilhargas em madeira de plátano e tampo superior em spruce com cercadura embutida no rebordo: quatro filetes simples finos em massa de madeira de tons diferentes. O contorno da boca encontra-se ornamentado com filete concêntrico largo, em massa de madeira, com ornamentos de marfim em forma de voluta. Este filete é rematado no interior e exterior do radial por outros filetes concêntricos mais simples: dois filetes finos de massa de madeira entremeados por um filete de marfim. Cordas presas na ilharga em atadilho de latão. Cavalete em marfim e guarda-unhas junto à boca do mesmo material com forma que sugere um pergaminho. Braço com escala em ressalto sobre o tampo harmónico, dividida por meio de vinte trastos em ponto T. Cabeça com curvatura para a frente estreitando na extremidade e terminando em forma de quadrado com embutido quadrangular em osso. Sistema de chaves mecânicas. Pertenceu ao músico Agostinho Gonçalves do grupo “Septeto Passos de Freitas”.